E o Oscar vai para: Nova Zelândia!

A trilogia cinematográfica “O Senhor dos Anéis”, baseada na obra literária de J. R. R. Tolkien, usou como locação paisagens deslumbrantes da Nova Zelândia para representar a Terra Média: na Ilha Norte, Matamata e Wellington; na Ilha Sul, Nelson, Canterbury e Mackenzie Country, Southern Lakes e Fiordland.

Não é por acaso que a Nova Zelândia foi escolhida para dar vida à vila dos Hobbits, o “Condado”: o país é a terra-natal do diretor do filme, Peter Jackson, que, com este grande sucesso de bilheteria, arrebatou 17 Oscars.

Não somente as paisagens cinematográficas, mas muitos outros benefícios são oferecidos para quem escolhe a Nova Zelândia para estudar, morar e trabalhar. É um dos países mais acolhedores do mundo, dona de um sistema educacional modelo e um estilo de vida inigualável.

Uma nação generosa e comunitária, a Nova Zelândia não exige visto para estudantes que lá pretendem permanecer até três meses. Basta comprar o curso de inglês e embarcar. Além disso, foi eleita ano passado o segundo lugar mais pacífico do mundo, atrás somente da Islândia, segundo o índice Global Peace Index, 2018. Além da segurança, é um dos mais estáveis politicamente, com uma das taxas mais baixas de corrupção.

“É o país de língua inglesa mais receptivo e inclusivo do que qualquer outro”, assegura a diretora de marketing da escola Aspire2 International, Fabiana Assunção. Para ela, os estudantes brasileiros que elegerem este pequeno país da Oceania como sua nova casa ficarão impressionados com a harmonia, o respeito às diferenças e com a diversidade cultural.

“Eu me tornei uma pessoa melhor depois que passei a fazer parte da sociedade neozelandesa. Não imaginaria ver pessoas indo descalças ao shopping e outras deixando seus pertences por horas na areia para surfar pois sabem que vão encontrar tudo intacto quando voltarem do mar”, comenta. “Ver uma população inteira ter acesso à educação de qualidade, não importando a classe social, e em contrapartida as leis sendo respeitadas, me encantou muito”, completa.

Além do estilo de vida pacato, custo mais baixo em relação a outros locais tradicionais em intercâmbio, a Nova Zelândia valoriza todos os tipos de trabalho oferecendo remunerações justas para viver e aproveitar o pais e seus inúmeros pontos turísticos ligados às suas paisagens ímpares, entre montanhas, dunas, vulcões, praias e lagos, sem contar na vocação para os esportes radicais. Sem falar que parte do cenário usado para O Senhor dos Anéis está preservado e se tornou ponto de visitação.

Fabiana ainda compartilha que, quando realizou seu intercâmbio, sua busca era profissional, mas foram as experiências pessoais que acabaram mudando todos os aspectos de sua vida. “Posso dizer que foi um verdadeiro divisor de águas. E esse impacto positivo na vida dos estudantes acontece quando eles percebem que podem se manter, correr atrás dos seus estudos e do seu trabalho já utilizando um novo idioma, é o que vai fazer uma grande diferença no amadurecimento de cada um”.

A Aspire2 faz parte do seleto grupo de escolas de Nível 1, ou seja, aquelas que permitem o visto de estudo e trabalho; tem campus nas cidades de Auckland, Tauranga e Christchurch; oferece cursos de inglês e profissionalizantes em Tecnologia, Business, Gastronomia, Hospitallity e é parceira de universidades. Conheça mais emwww.aspire2international.ac.nz.

E que tal seguir os passos de Bilbo, Frodo e Sam, mas ser o protagonista desta história?

Fotos: www.newzealand.com

Deixe um comentário

avatar