Um tesouro australiano chamado Perth

Escolher uma cidade para estudar e morar na Austrália é uma tarefa deliciosamente difícil. Isso porque, além de seguro, limpo, receptivo e convicto, o país ainda é abençoado por belezas naturais fascinantes.

O fato de a Austrália ser considerada uma ilha e não fazer fronteira terrestre a com ninguém permite que seja banhado por dois Oceanos. À leste, na faixa do Oceano Pacífico, estão as maiores cidades, como Sydney, Gold Cost, Brisbane e Melbourne.

  o lado oeste, banhado pelo Oceano Índico “esconde” uma de suas maiores riquezas, a cidade de Perth, considerada também uma das mais isoladas do mundo. A localização geográfica, no entanto, não tira o brilho desta cidade que é uma das mais cosmopolitas, desenvolvidas e pulsantes da Oceania.

Perth é a capital de Western Australia (Austrália Ocidental), o maior estado de todo o país, que ocupa cerca de um terço do território e tem 2 milhões de habitantes. Uma distribuição perfeita se comparada à cidade de São Paulo, com seus 12 milhões em um espaço muito menor.

E esta cidade cidade, onde tudo é feito na medida certa, é uma opção valiosa para quem pensa em fazer o intercâmbio na Austrália. Além de estudar nas melhores escolas, o estudante tem muitas coisas para ver e fazer nas praias de areias brancas, livrarias, museus, parques, estádios, construções históricas, espaços culturais, shoppings, bares e baladas. E tudo isso com a benção do sol, que brilha mais do que em qualquer outra cidade australiana: a taxa de dias ensolarados por lá é de 70%.

O ambiente de Perth, como em toda a Austrália, é bem descontraído. Apesar de uma grande parcela das pessoas ter carro, por ser barato, a cidade praticamente não tem trânsito. E falando em locomoção, o transporte público é um dos mais modernos do mundo, e, dependendo da região, o ônibus é gratuito (sim, é isso que você leu). Os estudantes internacionais têm direto a descontos nas tarifas também.

E para quem tiver o visto de estudante e pretende trabalhar (limite de 40 horas semanais), emprego é o que não falta. A atividade principal de Perth é a mineração, mas os trabalhos estão espalhados em setores diversificados da economia, como hotelaria, construção, turismo, educação entre outros.

Parceira da KM em Perth, Rosana Palla, gerente da Australian Portal: Immigration and Students, que mora em Perth há seis anos, não troca a cidade por nenhuma outra na Austrália.  “Não há trânsito para nada, tudo é acessível e não sinto falta de nada aqui. Podemos sair todas as noites sem pagar para entrar em baladas. Não se paga também para estacionar na praia, nem na cidade depois das 6h da tarde. Tem entretenimento sem gastar. Considero Perth um paraíso escondido”, disse.

A equipe da Rosana cuida do receptivo dos estudantes recém-chegados da KM à Austrália, auxiliando com a documentação necessária para trabalhar, acomodação, preparação de currículo, abertura de conta em banco entre outros cuidados especiais para que todos se sintam acolhidos. “A gente dá todo o suporte para o aluno se adaptar à escola, à cidade, para saber onde comprar o que precisa ou alugar uma casa, por exemplo. Ajudamos como se fosse alguém da família”.

A pujança de Perth se estende para quem está fazendo intercâmbio também. As oportundaddes de trabalho são tão efetivas, que nenhum dos estudantes apoiados pelo Australian Portal estão utilizando o serviço de busca de trabalho no momento, simplesmente porque não precisam.

“Agora eu não conheço ninguém que esteja procurando emprego. Todo mundo está trabalhando aqui”, garante. “Depois de um tempo que você chega e seu inglês está legal, você começa a procurar na sua área, mas para os estudantes se manterem no primeiro momento, geralmente conseguem emprego em um mês”, completa.

E como a vida não é só trabalhar e estudar, vale lembrar que Perth, apesar do clima praiano de cidade pequena, oferece noitada e agito de domingo a domingo. A comunidade brasileira é bem ativa e promove festas de samba, forró, música sertaneja entre outras.

 Já os que preferem imersão total na cultura australiana podem explorar a cidade com uma visita ao City of Perth History Centre, para conhecer melhor a história local, sua ocupação aborígene e os primeiros dias do povoamento europeu até os dias atuais, caminhar pelo Central Park, visitar o Government House, a sede do governo, um edifício magnifico que se parece um castelo sobre um jardim, concluído em 1864, entre tantas outras atrações e praias paradisíacas da cidade mais ensolada da Austrália.

 
 

Deixe um comentário

avatar