A dois passos do paraíso… talvez você fique por lá

 

 

Cairns é uma cidade australiana paradisíaca, daquelas que a gente acha que só existe em revista de turismo. Fica no litoral do estado de Queensland, à costa nordeste da Austrália, porta de entrada da Grande Barreira de Corais, consagrado “Patrimônio da Humanidade” pela Unesco. É uma obra de arte da natureza, de água cristalina em areia branca, onde vivem milhares de espécies marinhas – inclusive o famoso peixe-palhaço, mais conhecido por todos como o personagem “Nemo” da Disney-Pixar. É um mundo cheio de vida e cor em águas mornas no oceano Pacífico.

Agora imagine trabalhar e estudar neste pedacinho do céu: um lugar tranquilo litorâneo com pouco mais de 165 mil habitantes, mas que oferece toda a infraestrutura de cidades desenvolvidas, com aeroporto internacional, atendimento à saúde de primeiro mundo, ótimas escolas e o que os intercambistas de longo prazo também esperam: empregos.

Por ser um dos pontos turísticos mais famosos do Planeta, agraciada com uma natureza ímpar e temperaturas altas em todas as estações do ano, Cairns não sofre com sazonalidade. Seus hotéis, resorts, restaurantes e cafeterias estão sempre ocupados, o ano inteiro. O turismo representa uma grande fatia da economia graças aos visitantes estrangeiros de férias, a negócios ou educação, e também aos visitantes residentes que passam a noite ou excursionistas que visitam a área.

Uma pesquisa do Tourism Research Australia (TRA) informou que em 2018 a região recebeu o número impressionante de 4.259.435 visitantes internacionais e mais de 5 milhões de domésticos. Aqui está o link para quem quiser conferir os dados: https://economy.id.com.au/cairns/tourism-visitor-summary.

Contudo, a cidade não vive só de turismo, tanto que os empregos estão espalhados em diversas áreas, como Agricultura, silvicultura e pesca, mineração; Indústria, Serviços de Eletricidade, Gás; Água e Resíduos; Construção; Comércio; Hospedagem e Serviços Alimentares; Transportes, Correios e Armazenamento; Meios de Informação e Telecomunicações; Serviços Financeiros e de Seguros; Serviços Imobiliários; Educação; Setor de Saúde e Assistência Social; e Serviços de artes e recreação.

Trabalhar durante o intercâmbio é muito bom, mas nosso foco são os estudos, e nisso Cairns não deixa a desejar, como qualquer cidade grande australiana. Aliás, por ser pequena, tem algumas vantagens competitivas, por exemplo, a reduzida quantidade de brasileiros, o que representa uma ótima oportunidade para o desenvolvimento da língua inglesa em uma velocidade diferente de quem está em grandes cidades.

Uma das escolas mais respeitadas da região, o parceiro CCEB Cairns College of English & Business, por exemplo, tem em seu mix de nacionalidade menos de 14% de latinos, sendo o restante dividido entre europeus e asiáticos.

Outro ponto de destaque da cidade é o custo de vida mais baixo em relação às grandes, como destaca o diretor da escola Ueli Stauffer. “A CCEB é localizada no coração de Cairns, de onde o aluno percorre qualquer canto da cidade – totalmente plana – de bicicleta. Em 30 minutos é possível atravessar de um extremo a outro pedalando. O uso da bike representa uma economia de mais de AUD 45,00 por semana com transporte comparado aos grandes centros”.

O dinheiro do estudante também tem um valor diferente quando o assunto é acomodação. Ueli ressalta que em Cairns um quarto individual em uma residência compartilhada custa em média AUD 150, enquanto que em Sydney, por exemplo, por esse valor não se encontra nada nem para dividir.

Aliás, a moradia, não precisa ser uma preocupação de quem escolher a CCEB para estudar. A escola conta com uma equipe só para cuidar de acomodações, que busca residências e casas de família para os estudantes.

E o suporte não termina por aí. Além do inglês, a CCEB oferece aos estudantes internacionais os VETs, os cursos profissionalizantes nas áreas de negócios, hotelaria, turismo, educação e, em breve, gastronomia. E, para que o aluno possa aproveitar seu conhecimento no mercado de trabalho australiano, garante a ele pelo menos duas entrevistas de emprego. “Temos um ótimo relacionamento com hotéis, agências de viagens, restaurantes, cafés e bares, por isso, quando estes empregadores necessitam de mão-de-obra nos procuram para indicarmos nossos estudantes para trabalhar”, conta Ueli.

Os cursos da CCEB têm início todas as segundas-feiras. A escola é certificada pelos órgãos governamentais, e fica em prédio próprio, cheio de equipamentos de ponta e tecnologia. Quem quiser conhecer um pouco mais, basta acessar: http://cceb.qld.edu.au.

E por fim, Cairns reflete o estilo de viver simples e tranquilo que um dia todo mundo um dia sonhou em ter: uma orla com enorme piscina pública, onde é possível nadar, se divertir e fazer churrasco; floresta tropical; cachoeiras; praias paradisíacas, enfim, uma vida que demanda menor investimento, mas que gera ganhos bem maiores. 

 

10 RAZÕES PARA ESTUDAR E MORAR EM CAIRNS

1 Esportes e atividades ao ar livre gratuitas
2 Piscinas gratuitas
3 Verão o ano todo
4 Trânsito inexistente 
5 Praias mais belas do mundo
6 Natureza rica 
7 Conhecer pessoas do mundo inteiro o tempo todo
8 Guarda-roupa simples
9 Custo de vida baixo
10 O nascer e o pôr do sol todos os dias

 

 

Deixe um comentário

avatar